publicado em 15 dezembro, 2017

Elias Ishy apresenta balanço do mandato e destaca participação popular

Compartilhar

wmX-620x413x4-58ed2bc5732956ea27b8c6c2267b657ce56e020e6ef1bA participação popular é o destaque do mandato do vereador Elias Ishy (PT) no ano de 2017. Com nove audiências públicas, um seminário e várias reuniões com instituições, sindicatos e associações, o parlamentar afirma que qualquer mudança deve passar por frequentes diálogos, garantindo o princípio democrático nas decisões legislativas e executivas. “É cidadania, cabendo ao povo decidir sobre a coisa pública”, afirma.

Um exemplo desse trabalho é sobre os serviços de água e esgoto no município. Ishy lutou para que somente após um intenso debate fosse desenvolvido o Plano de Saneamento Básico de Dourados, que é um quesito necessário para a definição da concessão, por exemplo, realizada atualmente pela Sanesul (Empresa de Saneamento Básico de Mato Grosso do Sul).

Outro debate importante foi quanto à educação de crianças e adolescentes. O vereador propôs a implantação da Justiça Restaurativa nas escolas da cidade. A ação, segundo ele, tem como objetivo o enfrentamento a violência no ambiente escolar, “disseminando a cultura da paz, trabalhando na prevenção dos conflitos e instituindo um novo modelo de Justiça por meio do diálogo e não sobre a punição”.

O parlamentar destacou ainda um grande ato com relação ao debate sobre as alterações do PCCR (Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração) dos servidores municipais. Para ele, qualquer situação relacionada a uma categoria deve passar pelo debate, garantindo a participação social. Foi o caso também da Audiência sobre o “Orçamento Público e Função Social da UEMS”, com a mobilização dos vereadores para a mudança na peça orçamentária para garantir o mínimo de infraestrutura e recursos a UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

No intuito de desenvolver estratégias para que a prática do combate ao racismo seja algo cotidiano, visto que o mesmo é normatizado nas relações interpessoais, vários encaminhamentos foram tirados da Audiência sobre “Racismo Institucional”. Ishy é presidente da Comissão de Direitos Humanos e por meio dela, em parceria com a OAB e outra com o Comitê de Defesa Popular, ainda realizou audiências sobre a “Reforma da Previdência”.

O assunto, que voltou a pauta da Câmara dos Deputados, foi extremamente essencial para os esclarecimentos quanto à retirada de direitos, em especial contra as mulheres rurais, negras, indígenas e professoras. “Entendemos claramente que as trabalhadoras e os trabalhadores do campo e da cidade vão trabalhar muito mais e ganhar menos, além de que milhões não conseguirão se aposentar. O Governo Federal está atendendo apenas aos interesses do Mercado Financeiro”, finaliza Ishy.

Comentários

Nenhum comentário publicado.

Deixe seu comentário

O seu email não será publicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


oito − 2 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>