publicado em 10 agosto, 2017

ELIAS ISHY HOMENAGEIA COMISSÃO PASTORAL DA TERRA PELA LUTA NO CAMPO

Compartilhar
Foto: Assessoria

Foto: Assessoria

O vereador Elias Ishy apresentou, por meio do poder legislativo douradense, uma Moção de Congratulações a Comissão Pastoral da Terra (CPT). A homenagem foi extensiva aos membros do grupo, pelo lançamento da publicação anual “Conflitos no Campo Brasil 2016”. Ishy ressalta que a CPT é uma ação pastoral da igreja, tendo sua raiz no Evangelho e como destinatários de sua ação os trabalhadores e trabalhadoras da terra e das águas.

O parlamentar lembrou que os dados de violência são tornados públicos desde 1985. A CPT, a partir daquele ano, assumiu a tarefa de registrar e denunciar os conflitos, contra os direitos, criando o setor de documentação, em 2013 sendo renomeado como “Centro de Documentação Dom Tomás Balduino”, responsável pela divulgação do relatório.

Em um ano marcado pelo retrocesso na democracia, o relatório destaca o maior número de assassinatos em conflitos no campo dos últimos 13 anos. Foi caracterizado também por uma série de medidas que afetaram diretamente povos e comunidades no campo, com a exclusão de autarquias que deveriam se preocupar com os direitos humanos, dando espaço à tentativa de desqualificação dos trabalhadores e dos movimentos sociais.

“Neste sentido, o trabalho que a CPT vem realizando é uma dimensão teológica”, afirma Ishy. Ele lembra a citação do relatório: “Deus ouve o clamor do seu povo e está presente na luta dos trabalhadores e trabalhadoras (Ex 3, 7-10).  Diante do exposto, o vereador em nome desta Casa de Leis, parabenizou a todos os envolvidos na luta.

 

Comentários

Nenhum comentário publicado.

Deixe seu comentário

O seu email não será publicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


oito − = 5

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>